Institucional

Incentivar o uso maciço de máscaras de proteção no combate ao novo coronavírus, viabilizando a comercialização do produto de forma ágil, pela internet, e com preço acessível. Com esta missão surgiram os projetos “Máscara para Todos”, para atender a população no varejo e o projeto “Máscaras no atacado”, para atender as empresas ou instituições que queiram comprar máscaras de tecido produzidas no Polo de Confecções pernambucano em grande quantidade. 

Mais de cem micro e pequenas empresas confeccionistas participam da iniciativa, que é encabeçada pelo Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco (NTCPE) e conta com o apoio técnico e financeiro do Governo do Estado, via Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper). 

A organização social NTCPE tem como papel executar as políticas públicas desenvolvidas pelo poder público para o segmento. Atualmente, o Polo de Confecções responde pela geração de 250 mil empregos em diversos municípios, sendo uma das maiores cadeias produtivas da região Agreste.

Desde o início da pandemia, o Núcleo tem fornecido gratuitamente para as empresas do setor cadernos técnicos com protótipos de equipamentos de proteção, a exemplo de batas, máscaras, toucas e protetores para os pés, para as empresas adaptarem suas linhas de produção, atendendo a demanda do momento. 

O material, que está disponível gratuitamente no site www.ntcpe.org.br, descrevem modelagens e insumos necessários para a fabricação de cada produto. A ação tem como base aproveitar a base industrial já instalada e escoar a matéria-prima existente na região, incentivando a aquisição de fornecedores locais. Além disso, o NTCPE tem avaliado os protótipos confeccionados, emitindo o selo de conformidade que garante a padronização da produção em grande escala.

No site do NTCPE (www.ntcpe.org.br), é possível baixar e extrair os arquivos contendo ficha técnica com orientação de montagem, modelagem do modelo no formato PDF, fotos e ilustração de cada produto.